27 de julho de 2008

Batman – O Cavaleiro das Trevas

Explosiva seqüência do filme de 2005 tem como principal mérito escancarar o que se tornaram estas intermináveis adaptações de quadrinhos: entretenimento para crianças pequenas ou platéias com interesses mais simplórios. Vazio, para qualquer outro pessoa será uma tarefa maçante. Um espetáculo de cenas de ação tecnicamente bem produzidas, mas nem sempre justificáveis. Estruturalmente se assemelha aqueles de sacanagem com pretensões de contar alguma história. Um fiapinho de trama costura de qualquer maneira as partes que “interessam”. Para quem espera tiros, pancadaria e explosões sairá boquiaberto, para quem espera cinema sairá broxado. Haja paciência para o blábláblá infindável e sem importância alguma ao enredo, inclusive cheio de forçadas de barra. O texto parece estar presente só para os personagens terem o que falar entre uma correria e outra. Bizarramente as relações com o anterior são poucas, a ponto de até Batman parecer ser outro, inclusive na interpretação esbarrando na caricatura de Christian Bale. Batman é finalmente um paspalho vestido de preto em uma ensolarada (!!!) Gotham City. Sim! Nem a sombria cidade escapou de ser simplificada para agradar, claro, a um público mais amplo. Só não é o pior filme do Paladino da Justiça porque Joel Schumacher nos deu aquelas porcarias dos anos 90. E também porque há Heath Ledger como o mais insano, engraçado e assustador Coringa. Pena que seja no filme errado, e sem jeito de remediar isso.

Batman – O Cavaleiro das Trevas – The Dark Knight

- EUA 2008 De Christopher Nolan Com Christian Bale, Heath Ledger, Aaron Eckhart, Michael Caine, Maggie Gyllenhaal, Gary Oldman, Morgan Freeman 152’ Ação


***Em cartaz***

Cotação:

9 comentários:

  1. realmente.. a única coisa "boa" do filme é o Coringa..
    o Batman é muito ruim... e todo o resto.

    ResponderExcluir
  2. Até o uniforme dele!!! Ficou com um corpão e uma cabecinha.

    ResponderExcluir
  3. huahua... e pensa bem... christian bale fazendo pose de mulherengo em um ano com um Iron Man de Robert Downey Jr. ... escroto.

    Ótima resenha. Curta e pontual.

    Esta semana não enrolo ,vou direto ao assunto e vejo se escrevo no blog. Por hoje é nome proprio, vaziiiiiio.

    ResponderExcluir
  4. Faéu, quanto será que a revista Set levou pra ter dado nota 10?

    ResponderExcluir
  5. Não sei... quanto os críticos do mundo inteiro ganharam pra dar nota 10?

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Bem, críticos de verdade, de orgão sérios, jamais colocariam ele no patamar de um Cidadão Kane, ou qualquer outro grande filme merecedor de nota máxima! Qualquer medíocre pode dar a nota que quiser a qualquer porcaria nos dias de hoje. Não é à toa que boa parte do cinema americano parece ser feito para platéias cada vez mais idiotizadas... rs

    ResponderExcluir